--> ?> Como fazer portabilidade de consignado: o que é e as vantagens
Home » Como fazer portabilidade de consignado: o que é e as vantagens

Como fazer portabilidade de consignado: o que é e as vantagens

como fazer portabilidade de consignado

A chegada de novas empresas ao mercado financeiro trouxe diversos benefícios para o consumidor. Isso porque aumenta a concorrência e a variedade de serviços oferecidos. Essa condição se aplica também aos empréstimos, já que você pode fazer pesquisas para conseguir as melhores taxas e condições possíveis. É aí que entra a portabilidade, aplicada muito a planos de celular, mas, agora, também a linhas de crédito. E como fazer portabilidade de consignado?

Sim, é possível fazer e pode gerar uma ótima economia para você. Em 2013, o governo federal criou uma lei permitindo a portabilidade de crédito, com o objetivo, justamente, de estimular a concorrência. Na prática, com a portabilidade, você pode levar o seu empréstimo consignado já contratado a outra instituição financeira que ofereça condições mais vantajosas de pagamento, taxas e prazos.

Já tem um empréstimo consignado no seu nome? Na plataforma Na Sua Conta, por exemplo, você pode fazer a portabilidade, pela internet, com uma série de benefícios. Vale a pena conferir.

Se você quer entender um pouco mais sobre o assunto, continue lendo este artigo. Vamos falar sobre como fazer portabilidade de consignado e explicar detalhes do procedimento.

Leia também: Como fazer refinanciamento do consignado e quanto tempo demora?

O que é portabilidade de empréstimo?

Portabilidade de empréstimo é o nome dado ao serviço de movimentar o crédito emprestado entre diferentes instituições financeiras. Em outras palavras, é transferir a sua dívida de um banco para outro.

A possibilidade de realizar essa troca foi uma vitória dos consumidores, que já podem fazer isso há quase uma década. Dessa forma, conseguem aproveitar as melhores condições disponíveis ao invés de ficarem presos a mesma instituição financeira.

De forma prática, o que acontece é que a nova instituição financeira paga a dívida que você tinha na anterior. Assim, ao invés de dever para o banco onde você pegou o empréstimo originalmente, você passa a dever para o novo banco que oferece melhores condições de pagamento.

As vantagens na portabilidade do consignado

A principal vantagem da portabilidade do consignado é a chance de conseguir condições mais vantajosas para realizar o pagamento. Enquanto para alguns isso pode significar mais tempo de prazo para pagar a dívida, para outros pode ser a cobrança com taxas de juros menores.

Vale lembrar que, ao conseguir um contrato com taxas menores, você vai economizar nos pagamentos de longo prazo. Será menos dinheiro empregado para quitar as parcelas até o final.

Além disso, outra grande vantagem é a possibilidade de se organizar financeiramente. Com juros menores e com o prazo estendido para quitar a dívida, o valor pago mensalmente fica diluído. Assim, muitos clientes conseguem organizar suas finanças de forma a ficarem menos pesadas mensalmente e, com o passar do tempo, sair do vermelho.

Leia também: Suspensão consignados: saiba se é possível cancelar os pagamentos

O que é necessário para transferir o consignado

Antes de mais nada, é preciso ter um empréstimo feito em uma instituição financeira consignatária que faça parte do Sistema Financeiro Nacional. Depois, encontrar outra instituição financeira capaz de assumir a sua dívida e que, de preferência, ofereça condições melhores de pagamento.

De acordo com cada contrato, pode ser necessário que o cliente já tenha quitado um percentual da dívida antes de realizar o processo de portabilidade. Isso realmente vai variar de um banco para outro. Por fim, confira os documentos necessários para realizar a portabilidade:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de endereço;
  • Comprovante de renda (extrato);
  • Boleto de quitação (do novo banco pagando o anterior).

Como fazer uma portabilidade de consignado

O primeiro passo, então, é o consumidor procurar por uma nova instituição financeira que ofereça melhores condições do que o seu contrato atual de empréstimo. Depois disso, o pedido de portabilidade será avaliado pela Câmara Interbancária de Pagamentos (CIP), instituição responsável pelo procedimento de portabilidade. A CIP faz a mediação entre as duas instituições financeiras (a original e a atual).

Depois desta análise, o banco original pode até entrar em contato com o cliente para oferecer condições melhores, com o objetivo de fazer uma contraproposta, por exemplo. Mas, geralmente, a tendência é a portabilidade ser confirmada.

Os requisitos para fazer portabilidade de empréstimo consignado

A portabilidade de empréstimo consignado está disponível para todos aqueles que já poderiam fazer um empréstimo do tipo consignado. Se Você tem dúvidas a respeito de quem são esses clientes, acompanhe a lista a seguir:

  • Militares das forças armadas;
  • Trabalhadores do setor privado em regime CLT;
  • Aposentados do INSS;
  • Servidores públicos federais (SIAPE);
  • Servidores públicos estaduais e municipais;
  • Pensionistas da Previdência Social.

Além de fazer parte desses grupos, é preciso ter uma dívida ativa em alguma instituição financeira. Naturalmente, além da instituição original, você precisa de uma outra instituição, que vai assumir a nova dívida.

Quanto tempo leva para fazer a portabilidade do empréstimo consignado?

O tempo para fazer a portabilidade de um empréstimo consignado costuma variar entre cinco e nove dias úteis. Em cinco dias, o banco em que você tem a dívida original precisa repassar as informações necessárias para a quitação total. Vale lembrar que, dentro desse prazo, a instituição pode entrar em contato com você e oferecer condições melhores, com o objetivo de fazer você permanecer no atual contrato. Assim, dependendo da proposta, você pode desistir da portabilidade e aceitar as novas condições do seu antigo banco.

Mas, atenção: o banco não pode se recusar a fazer o repasse das informações a respeito da sua dívida à outra instituição financeira.  

Se durante esse tempo você encontrar outra instituição (uma terceira) com condições ainda melhores do que as que você acabou de contratar, saiba que ainda é possível desistir da portabilidade. Para isso, você tem até quatro dias úteis após a liberação, mas com uma condição: o novo banco ainda não pode ter quitado a dívida com o anterior. Assim, você ainda pode cancelar a portabilidade e levar para uma terceira instituição financeira com condições ainda melhores.

Leia também: O que é cartão consignado: conheça as vantagens e como ter um

Quem tem mais de um empréstimo consignado pode fazer a portabilidade de todos?

Sim! É possível fazer a portabilidade de diferentes empréstimos, com atenção a alguns detalhes importantes. Primeiro, as condições do novo empréstimo devem ser melhores do que todas as condições dos diferentes contratos vigentes. Isso porque o Banco Central atua para proteger os clientes e não permite que a portabilidade se torne um negócio pior para a pessoa.

Além disso, a nova instituição financeira precisa concordar com o recebimento de todas as dívidas. Afinal, muitas vezes as condições existentes para um contrato podem ser diferentes do que outros.

Precisa ser cliente do banco para fazer essa portabilidade?

Negativo. Não é necessário que você abra uma conta na instituição financeira que você escolheu para fazer a portabilidade. A sua relação de cliente com a empresa pode ser somente o contrato de empréstimo consignado em vigor.

Mas, atenção: independente de abrir ou não uma conta no banco, não pode haver cobrança pelo serviço. A portabilidade de empréstimo é grátis e não pode gerar impostos ou cobranças relacionadas ao serviço.

Decidiu em fazer a portabilidade do consignado?

Se você já decidiu em fazer a portabilidade do seu empréstimo consignado, não avance mais um passo antes de conferir as condições da plataforma Na Sua Conta. Aqui você tem as melhores condições e taxas, além de solicitar tudo pela internet, sem complicação.

Esperamos que você tenha terminado este artigo sabendo como fazer portabilidade de consignado. Se você conhece alguém que tem uma dívida e pode tirar proveito dessas dicas, compartilhe este artigo!

E não esqueça de contar com a praticidade da plataforma Na Sua Conta para contratar o seu empréstimo consignado, cartão consignado, fazer a portabilidade ou refinanciamento do empréstimo consignado, e também antecipar o seu saque-aniversário do FGTS. Vale a pena conferir e aproveitar as condições facilitadas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.