--> ?> O que é margem consignável? Descubra como calcular a sua.
Home » O que é margem consignável? Saiba como calcular seu limite de crédito

O que é margem consignável? Saiba como calcular seu limite de crédito

O que é margem consignável

O mercado financeiro vem passando por um processo de mudança. Assim, o crédito acabou se tornando mais acessível e, consequentemente, mais pessoas têm procurado empréstimos. Hoje, especificamente, vamos ajudar você a entender o que é margem consignável.

Compreender o que é margem consignável é um fator fundamental para a tomada de decisão. Então, se você já tem um empréstimo consignado ou está pensando em fazer, não pode perder o conteúdo a seguir!

O crédito consignado 

Antes de falarmos sobre o que é margem consignável, é preciso entender como funciona o crédito consignado.

O verbo consignar significa “determinar uma quantia para certa despesa”. No caso do universo financeiro, o crédito consignado é um tipo de crédito com condições melhores para as duas partes envolvidas.

O que faz o empréstimo consignado ser diferente dos outros tipos de empréstimo é a garantia do pagamento. Essa garantia existe porque o valor para o pagamento das parcelas é descontado automaticamente do salário, pensão ou aposentadoria do cliente. 

Para o cliente, o empréstimo consignado vale mais a pena porque tem condições melhores e juros mais baixos. Enquanto para as instituições financeiras, a vantagem fica por conta da garantia de receber o pagamento. 

Para quem é o crédito consignado?

O crédito consignado, como já mencionado, funciona com base em algumas garantias. Por isso, ele é oferecido só para clientes que se enquadram em alguns grupos. Confira esses grupos na lista a seguir.

  • Servidores públicos federais (SIAPE);
  • Servidores públicos estaduais e municipais;
  • Militares das forças armadas;
  • Aposentados do INSS;
  • Trabalhadores do setor privado em regime CLT;
  • Pensionistas da Previdência Social.

O que é margem consignável? 

Abordando o assunto de maneira resumida, é possível dizer que a margem consignável é o limite máximo do valor que pode ser comprometido da renda mensal de um cliente.

É importante não esquecer que isso só se aplica aos clientes válidos, mencionados anteriormente na lista.

Quando o valor da margem consignável é calculado, esse número se torna a medida limite de quanto pode ser descontado daquele cliente mensalmente. 

Por que existe um limite?

A margem consignável tem um limite para garantir que nenhuma pessoa assuma uma dívida maior do que é capaz de pagar. Dessa forma, os ganhos mensais dos clientes são comprometidos de forma razoável e limitada. Assim, para outros gastos básicos da vida, eles ainda contam com mais da metade da pensão, salário ou aposentadoria.

Qual é o valor da margem consignável? 

Hoje, sem considerar outros tipos de descontos, a margem consignável é de 35% da renda mensal do cliente. Ou seja, aproximadamente um terço do valor recebido pelos clientes todos os meses.

Essa margem é calculada sobre o valor líquido. Em outras palavras, o limite é 35% do dinheiro que cada cliente teria disponível depois do pagamento entrar na conta.

De acordo com a lei 10.820 de 2003, esse limite é o mesmo para qualquer que seja o convênio.

Divisão entre empréstimo e cartão

Como já falamos, não é possível comprometer mais de 35% da renda ao contratar crédito consignado. Mas esse valor é dividido entre empréstimos e cartão de crédito consignado.

Empréstimos

A margem consignável dos empréstimos é de até 30%. Até é possível contratar mais do que um empréstimo consignado. Entretanto, a soma das parcelas de todos eles não pode exceder 30% da renda mensal do cliente.

Exceção

De acordo com a Lei 14.131 de 2021, uma margem adicional de 5% foi concedida, aumentando temporariamente o valor dos empréstimos consignados de 35% para 40%. Essa lei foi feita para ajudar quem passou por dificuldades durante a pandemia, e se aplica a militares, servidores públicos, aposentados e pensionistas do INSS.

Cartão de crédito consignado

Consequentemente, a margem disponível para o cartão de crédito consignado é de 5% dos ganhos mensais de cada cliente. 

Essa margem referente ao cartão de crédito não é o limite total da fatura, ela é o limite do pagamento mínimo da fatura. Sendo que esse pagamento mínimo é pago todos os meses através do desconto que acontece automaticamente. O restante da fatura deve ser paga normalmente, como de um cartão convencional.

Além do valor, é importante mencionar outra diferença importante entre o cartão de crédito consignado e os empréstimos. Isso porque cada pessoa pode ter apenas um cartão de crédito consignado. Esse limite é determinado pelo CPF.

Extras não têm influência

É importante ressaltar que fontes de renda extra não alteram o cálculo do crédito consignado. Ou seja, remunerações temporárias, décimo terceiro salário, rendas variáveis, aluguéis e auxílios, mesmo que mensais, não afetam o limite consignável.

Nesses casos, é possível tentar apenas empréstimos convencionais, que costumam ter taxas mais altas.

Como calcular a margem livre para um empréstimo?

Descobrir qual é a margem livre para contratar um empréstimo consignado não é difícil. O cálculo, como vamos mostrar a seguir, é relativamente simples.

Primeiro, considere apenas o valor líquido da sua renda mensal. Ou seja, o montante que cai na sua conta depois de considerar todos os descontos.

Depois, calcule quanto é 30% desse valor. 

Por fim, desconte o valor das parcelas de outros empréstimos consignados.

Por exemplo: Imagine que a sua renda líquida é de R$ 6 mil reais por mês. Dessa forma, a sua margem consignável é de R$ 1800 (30% dos 6 mil). Então, se a soma das parcelas mensais de outros empréstimos for de, por exemplo, R$ 1300, isso significa que você ainda pode assumir empréstimos que resultem em parcelas de até R$ 500 por mês.

E a margem do cartão de crédito consignado?

Para saber a margem do cartão de crédito consignado, a lógica do cálculo é a mesma. Todavia, não podemos esquecer que a parcela destinada ao cartão de crédito é de apenas 5%.

Seguindo o mesmo valor do exemplo anterior, com a renda líquida de R$ 6 mil por mês, o valor de 5% destinado ao cartão equivale a R$ 300,00.

Esses R$ 300 representam o limite que pode ser cobrado pelo valor mínimo de cada fatura. Naturalmente o limite do cartão é um valor maior, geralmente 25 vezes maior que o mínimo. 

Como consultar o valor da margem consignável?

Se você não gosta de fazer cálculos ou não quer perder tempo reunindo documentos, fique tranquilo. Também é possível consultar o valor da margem consignável em outros lugares, dependendo de qual categoria de cliente você se enquadra.

  • Servidores públicos estaduais e municipais podem consultar no próprio contracheque atualizado. A margem é informada tanto na versão impressa quanto na versão online.
  • Servidores públicos federais podem consultar o contracheque SIAPE (pelo SIGEPE Mobile, SIGEPE Servidor ou Pensionista).
  • Segurados do INSS podem consultar a partir do HisCon (Histórico de Empréstimos Consignados). Essa consulta pode ser feita através do aplicativo ou do site Meu INSS.
  • Trabalhadores de empresas privadas podem consultar no próprio contracheque ou, caso não apareça, podem entrar em contato com o setor de Recursos Humanos (RH) da empresa.

Esperamos que você tenha gostado de saber mais sobre a margem consignável. Se você conhece alguém que possa ter dúvidas a respeito da margem ou do cálculo, compartilhe este artigo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.