--> ?> Saiba quem pode fazer e como solicitar empréstimo consignado
Home » Entenda quem pode fazer empréstimo consignado

Entenda quem pode fazer empréstimo consignado

quem pode fazer empréstimo consignado

Em tempos de crise econômica, existe uma tendência de que mais clientes vão tentar ter acesso a algum tipo de crédito. Nesse sentido, o crédito do tipo consignado, por ter excelentes condições, costuma ser um dos que mais chama a atenção. Entretanto, não é todo mundo que pode ter acesso a esse tipo de crédito. Afinal, será que você sabe quem pode fazer empréstimo consignado?

As boas condições do crédito consignado, especialmente por conta da taxa de juros, têm um motivo: segurança. Mas a segurança das instituições financeiras está atrelada às garantias relacionadas aos pagamentos. Dessa forma, é verdade que o crédito consignado não é para qualquer um. Então se você quer saber quem pode fazer empréstimo consignado, continue lendo este artigo!

O que é empréstimo consignado?

O empréstimo consignado é uma das mais procuradas modalidades de empréstimo. Isso acontece porque as taxas de juros são extremamente baixas quando comparadas com outros tipos de crédito.

Por mais que toda negociação que envolva crédito e prazo tenha juros, a variação da taxa pode fazer muita diferença na dívida e na facilidade do pagamento. Por isso o crédito consignado ficou tão popular.

Tipos de crédito

Existem várias modalidades de crédito. Por exemplo: financiamento, cartão de crédito, consórcio e, é claro, o empréstimo. 

Cada uma dessas modalidades tem regras e condições diferenciadas. Além de tratar sobre prazos, juros e valores, essas regras também podem determinar até mesmo o uso que será dado para o crédito.

O empréstimo, por não ter tantas limitações, acabou se tornando uma dos tipos mais procurados. E o empréstimo consignado, por ter a taxa de juros particularmente baixa, se tornou o tipo preferido de empréstimo.

O crédito consignado

O crédito consignado tem um detalhe particular: a garantia. O termo “consignar” significa “determinar uma quantia para certa despesa”. Ou seja, desde o significado da palavra é possível perceber a presença da ideia de garantia e segurança.

O pagamento das parcelas de todo empréstimo consignado acontece em forma de desconto na folha de pagamento. Ou seja, os clientes não têm a opção de não pagar e nem mesmo de atrasar a data de pagamento. 

Dessa forma, as instituições financeiras que emprestam o dinheiro contam com um fator que outros tipos de crédito não oferecem: garantia. E com a garantia de que as parcelas serão pagas, o risco de inadimplência cai drasticamente. Assim, é possível repassar esse benefício para os clientes em forma de juros menores.

Os juros e o crédito

Os juros são a “recompensa” que as instituições financeiras ganham por emprestar dinheiro para os clientes. A taxa de juros pode variar de acordo com diversos fatores. Mas, de maneira geral, o risco costuma ser um dos fatores mais determinantes.

Como o empréstimo consignado oferece garantia de pagamento, ele é uma operação de crédito com risco extremamente baixo. E é justamente por isso que as taxas de juros também são baixas e, consequentemente, a procura é alta.

Quem pode fazer empréstimo consignado?

Agora você já entendeu que o crédito consignado tem as melhores taxas de juros, certo? E que essas taxas vantajosas só existem porque existe, também, uma garantia de que o pagamento vai acontecer. 

Essa segurança é consequência da forma automática como acontece o pagamento das parcelas. Portanto, para isso ser aprovado, é preciso que os clientes façam parte de alguns determinados grupos que conseguem oferecer esse tipo de segurança.

Confira, a seguir, a lista de grupos de quem pode fazer empréstimo consignado.

  • Servidores públicos – pessoas que trabalham a serviço da administração pública, independente de ser na esfera municipal, estadual ou federal (SIAPE).
  • Militares das forças armadas – pessoas que fazem parte das forças armadas, como a Marinha, o Exército e a Aeronáutica.
  • Aposentados do INSS – pessoas que já contribuíram com o sistema previdenciário durante algum tempo e que hoje recebem a aposentadoria, um benefício da Previdência Social.
  • Trabalhadores do setor privado em regime CLT – pessoas que possuem carteira assinada. Mas desde que a empresa empregadora entre em acordo com uma instituição financeira que ofereça empréstimo consignado.
  • Pensionistas da Previdência Social – pessoas que recebem pensões, o que geralmente acontece com dependentes de alguém que recebia aposentadoria.

Por que fazer um empréstimo consignado?

Antes de mais nada, a principal razão para fazer um empréstimo consignado é precisar de uma quantia de dinheiro para fazer alguma coisa. Se você precisa de dinheiro para resolver alguma emergência ou realizar um sonho, por exemplo, o empréstimo consignado é uma excelente opção.

Confira algumas das principais vantagens desse tipo de empréstimo na lista a seguir.

  • Taxa de juros – como já mencionamos, as taxas de juros são menores. Isso significa que, no longo prazo, o endividamento de quem usa o crédito consignado é muito menor.
  • Pagamento automático – como o desconto do valor da parcela acontece diretamente na folha de pagamento, os clientes não precisam se preocupar com atrasos e multas, por exemplo, e nem com a logística do pagamento.
  • Menos burocracia – como os grupos de clientes são limitados e definidos com clareza, a lista de documentação necessária costuma ser mais curta e a análise de crédito acaba sendo mais rápida.
  • Margem consignável – existe um limite máximo de quanto você pode pagar por mês. Isso significa que apenas parte da renda dos clientes fica comprometida. Ou seja, ainda sobra dinheiro em conta para resolver outras pendências.

Margem consignável

A margem consignável é o maior valor que pode ser comprometido para realizar o pagamento de dívidas do crédito consignado. Na prática, funciona como um limite que determina quanto cada cliente tem disponível,

Atualmente a margem consignável é de 40%. Ou seja, é possível comprometer até 40% da sua renda mensal líquida com o pagamento do crédito consignado.

Esses 40% são divididos da seguinte forma:

  • 30% para empréstimos – A modalidade mais procurada é, também, a que ocupa a maior parcela do crédito consignado.
  • Adicional de 5% na pandemia – Por causa da pandemia do novo Coronavírus, o Governo Federal aprovou uma lei que aumenta em 5% a margem para empréstimos consignados. Ou seja, pelo menos até o fim de 2021 essa margem é de 35%.
  • 5% para cartão de crédito – O crédito consignado também pode vir em forma de cartão de crédito. A margem é pequena e a quantidade de cartões também é limitada: apenas um por cliente (controlado pelo CPF). Diferentemente do empréstimo, apenas o pagamento do valor mínimo da parcela do cartão acontece de forma automática, enquanto o restante do valor deve ser pago pelo cliente como a fatura de um cartão normal.

Atenção: Diferentemente do cartão, é possível fazer vários empréstimos consignados ao mesmo tempo. Mas é importante lembrar que a margem consignável é uma só, então a soma das parcelas de todos os empréstimos deve ficar dentro do limite da margem consignável.

Esperamos que você tenha gostado de saber quem pode fazer empréstimo consignado e também alguns detalhes desse tipo de crédito.. Se você conhece alguém que poderia aproveitar essas informações, compartilhe este artigo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.