--> ?> Revisão da vida toda a beneficiários do INSS: veja como funciona
Home » Revisão da vida toda a beneficiários do INSS: veja como funciona

Revisão da vida toda a beneficiários do INSS: veja como funciona

revisao da vida toda

Você é beneficiário do INSS, seja como aposentado ou pensionista? Então é bem possível que já tenha ouvido falar sobre a revisão da vida toda. Na prática, é um procedimento que permite rever o valor mensal do seu benefício recebido, na maioria das vezes, para obter um ganho no salário. Aprovada recentemente no Superior Tribunal Federal (STF), a revisão da vida toda é, na verdade, uma oportunidade de melhorar a aposentadoria.

Na prática, com a revisão da vida toda, os aposentados podem incluir contribuições feitas ao INSS ao longo da vida profissional, mesmo antes de julho de 1994. Para você ter uma ideia, com isso, é possível receber mais de R$ 100 mil em atraso. Tem direito ao procedimento quem se aposentou nos últimos dez anos, a partir da reforma da previdência de novembro de 2019.

Quer saber todos os detalhes sobre a revisão da vida toda? Siga com a leitura do texto e tenha conhecimento dos direitos como cidadão que contribuiu ao INSS ao longo dos anos.

Saiba mais: Reajuste INSS 2022: Saiba quais são os novos valores de aposentadorias e benefícios

O que é e como funciona a revisão da vida toda?

Quando a revisão para vida toda foi anunciada, muitas pessoas já estavam na expectativa pela aprovação. Mas ainda há aqueles que não sabem o que é. 

A revisão da vida toda leva em consideração todo o período em que o aposentado do INSS contribuiu durante seus anos de trabalho. São consideradas contribuições previdenciárias feitas antes de julho de 1994. Ou seja, se você começou a contribuir a partir de agosto de 1994, já não tem direito à revisão. 

Os segurados que recebem ou já receberam algum tipo de benefício previdenciário regido pela Lei 9.876/99 e que contribuíram com o INSS antes de julho de 1994 podem pedir a revisão para a vida toda.

Em outras palavras, é uma oportunidade dada ao segurado para que seus ganhos mensais sejam recalculados e ajustados de acordo com valores revisados. 

Como pedir a revisão da aposentadoria?

O processo de revisão da vida toda para a aposentadoria, infelizmente, não é tão simples. Algumas pessoas podem conseguir fazer todo o procedimento por conta própria, desde que tenham conhecimentos legais sobre o sistema previdenciário. 

Portanto, o recomendado é que se tenha ajuda de um especialista em previdência social. O processo exige a elaboração de uma tese judicial, e uma ação revisional seja ajuizada. Os pedidos de revisão feitos diretamente para o INSS costumam ser negados, por isso, recomenda-se contratar um advogado previdenciário e abrir uma ação na justiça.  

Quando vale a pena pedir a revisão da vida toda?

Você já sabe que apenas contribuintes que pagaram o INSS até julho de 1994 podem solicitar a revisão para a vida toda. Mesmo quando você se encaixa neste perfil, é preciso analisar com atenção a sua situação.

Isso porque a revisão para vida toda não é necessariamente vantajosa para todos. Entenda: para quem tinha salários altos antes do Plano Real, é vantajoso pedir a correção, já que isso resultará no aumento do benefício depositado pelo INSS todos os meses. 

Agora, se antes da implementação do Plano Real, você tinha um salário mais baixo, não vale a pena pedir a revisão do benefício porque isso pode resultar na redução do seu benefício mensal recebida atualmente.

O ideal é que você consulte um profissional especialista na área para tirar todas as suas dúvidas e fazer uma simulação de como vai ficar seu benefício. Dessa maneira você vai ter certeza se vale a pena ou não. 

Leia também: Aposentadoria por invalidez: o que é e quem pode solicitar?

Qual o impacto da revisão para vida toda na economia brasileira? 

A vantagem da revisão para a vida toda é que algumas pessoas terão aumento do seu benefício mensal e isso pode injetar mais dinheiro na economia brasileira. Com maior poder de compra, mais gastos poderão ser feitos e a circulação do dinheiro beneficia a todos. 

Inclusive, com o valor da aposentadoria ou benefício reajustado, aumenta também a margem do consignado para realização de empréstimos consignados. Ou seja, você terá um limite maior de comprometimento do seu salário para contratar essa modalidade de empréstimo, que tem as taxas de juros mais baixas do mercado. Ficou interessado? Consulte as condições na plataforma Na Sua Conta.

Porém, há um outro lado do processo de revisão para vida toda: o aumento dos gastos dos cofres públicos. Calcula-se que nos próximos 10 anos o processo de revisão do cálculo do benefício pode gerar um impacto de R$ 46,4 bilhões nas contas públicas.

Como é feito o cálculo da aposentadoria atualmente? 

A partir de 1999, a maneira como o cálculo do benefício pago pelo INSS é feito mudou, com mudanças significativas no sistema. Confira o resumo de como ficou:

  • O cálculo leva em consideração a média de 100% das contribuições feitas ao INSS pelo contribuinte; 
  • Não são descartadas do cálculo as 20% mais baixas, o que pode reduzir o valor a ser pago no futuro; 
  • A idade mínima para aposentadoria é de 62 anos para mulheres e 63 anos para homens; 
  • O tempo de contribuição ao INSS interfere na hora de definir se a pessoa pode se aposentar e também é usado como referência na conta do valor do benefício; 
  • A cada ano de contribuição acima de 15 anos, acrescenta-se 2% ao valor do benefício; 
  • Para ter um benefício de 100%, a contribuição deve ser de, pelo menos, 35 anos; 
  • O tempo mínimo de contribuição para homens é de 20 anos e para mulheres é de 15 anos. 

Leia também: Tabela de pagamento do INSS 2022: veja as datas de pagamento dos benefícios

Revisão para a vida toda: avalie se é o seu caso

Agora que você já sabe como a revisão da vida toda funciona, é hora de decidir se no seu caso vale a pena ou não fazer a solicitação. Se você, como aposentado, procura por aumento da renda ou conseguir um dinheiro extra, outro caminho interessante é partir para um empréstimo consignado, por exemplo. Você pode contratar rapidamente pela internet, com segurança e praticidade, aqui no Na Sua Conta.

Continue acompanhando o blog do Na Sua Conta para ficar atualizado sobre o mundo das finanças. 

E não esqueça de contar com a praticidade da plataforma Na Sua Conta para contratar o seu empréstimo consignado, cartão consignado, fazer a portabilidade ou refinanciamento do empréstimo consignado, e também antecipar o seu saque-aniversário do FGTS. Vale a pena conferir e aproveitar as condições facilitadas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.