Empréstimo
Consignado

Se você já pensou em contratar algum tipo de crédito, saiba que empréstimo consignado é uma das melhores alternativas do mercado. Com prazos mais longos e taxas menores!

Vantagens do Empréstimo Consignado

Alguns dinheiros azuis

Acessível
O processo de contratação é rápido e fácil, sem grandes burocracias

Moeda com cifrao

Prazos maiores
Os prazos para parcelar a dívida são maiores do que outros tipos de empréstimo

Antecipacao do saque aniversario fgts

Dinheiro na hora
O valor contratado cai nasuaconta rapidamente

dinheiro seta e porcentagem

Viável para negativados
Clientes com nome “sujo” podem conseguir empréstimo consignado

Cadastre-se agora em nossa lista de espera!

Estamos preparando o lançamento de nossas ofertas de crédito consignado, que chegarão para inovar esse mercado e permitir que mais pessoas tenham acesso a crédito, realizem seus sonhos e organizem suas vidas. A contratação será simples, rápida e diretamente pelo nosso site ou aplicativo, você poderá fazer de casa 😉

Quer receber essas oportunidades exclusivas? Cadastre-se em nossa lista de espera e entraremos em contato em breve.

Como funciona o Empréstimo Consignado?

O empréstimo consignado, como falamos, se destaca pelas garantias. Mas como funcionam essas garantias?

É mais simples do que parece: as parcelas do empréstimo são descontadas automaticamente da folha de pagamento dos clientes contratantes.

Em outras palavras, é um tipo de negócio onde a inadimplência é extremamente improvável. Quando o pagamento mensal cai na conta, o valor da parcela é automaticamente debitado.

Dessa forma, as instituições financeiras sabem não apenas que o pagamento vai acontecer, mas também que não haverá atraso.

Quem pode fazer empréstimo consignado?

Aposentados do INSS;

Militares das forças armadas;

Trabalhadores do setor privado em regime CLT;

Servidores públicos federais (SIAPE);

Servidores públicos estaduais e municipais;

Servidores públicos estaduais e municipais;Pensionistas da Previdência Social.

foto quem pode

Conheça mais serviços que cabem nasuaconta

celular amarelo com cifrao

Antecipação do saque-aniversário

FGTS na conta, sem pagamento de parcela mensal

saco de dinheiro fgts

Cartão consignado

Sem anuidade e disponível para negativados

Cartao com cifrao

Portabilidade de consignado

Traga o seu empréstimo e conte com benefícios nasuaconta

Tire suas dúvidas sobre o Empréstimo Consignado

O empréstimo consignado é um tipo diferente de empréstimo. Por incrível que pareça, ele consegue, simultaneamente, ser melhor para os clientes e melhor também para bancos e instituições financeiras.

Isso acontece principalmente por uma questão de garantias – e é aqui que mora o diferencial do empréstimo consignado.

As taxas de juros são diretamente impactadas pelo risco que as instituições financeiras correm. Quanto mais inadimplência em um serviço, mais juros ele cobra. Como o empréstimo consignado é um serviço de risco baixíssimo, os clientes podem aproveitar os benefícios refletidos em juros muito baixos.

O empréstimo consignado, como falamos, se destaca pelas garantias. Mas como funcionam essas garantias? 

É mais simples do que parece: as parcelas do empréstimo são descontadas automaticamente da folha de pagamento dos clientes contratantes.

Em outras palavras, é um tipo de negócio onde a inadimplência é extremamente improvável. Quando o pagamento mensal cai na conta, o valor da parcela é automaticamente debitado. Dessa forma, as instituições financeiras sabem não apenas que o pagamento vai acontecer, mas também que não haverá atraso.

Para ter a garantia de pagamento, o empréstimo consignado acaba sendo acessível para alguns grupos específicos de clientes. Confira se você faz parte de algum desses grupos na lista a seguir.

    • Aposentados do INSS;
    • Militares das forças armadas;
    • Trabalhadores do setor privado em regime CLT;
    • Servidores públicos federais (SIAPE);
    • Servidores públicos estaduais e municipais;
    • Pensionistas da Previdência Social.

Existem diversas vantagens na contratação de um empréstimo consignado. Acompanhe na lista a seguir.

Acessível – Uma vez que o empréstimo consignado esteja acessível para você, o processo de contratação é rápido e fácil, sem grandes burocracias envolvidas;

Certeiro – A chance de ter um empréstimo consignado recusado é extremamente baixa;

Prazos – Os prazos para o parcelamento da dívida são maiores do que outros tipos de empréstimo;

Portabilidade com troco – É possível fazer a portabilidade de outras dívidas e, além das condições melhores, você ainda pode ganhar um “troco” (dinheiro extra) na contratação do empréstimo;

Margem consignável – O limite do valor que pode ser contratado ajuda a assegurar que o cliente não vai acabar com uma dívida que não é capaz de pagar;

Dinheiro na hora – O valor contratado cai na sua conta rapidamente e você pode usar para resolver questões emergenciais;

Organização financeira – As parcelas são fixas e cabem no seu orçamento;

Sem atraso – Como o pagamento é automático, os clientes não ficam sujeitos a multas ou juros adicionais;

Viável para negativados – Até mesmo clientes que estão com o nome negativado podem conseguir empréstimo consignado em algumas instituições financeiras;

Renegociação – A possibilidade de renegociar dívidas com juros maiores faz com que o empréstimo consignado se torne lucrativo, diminuindo o valor pago no longo prazo;

Nova margem – Mesmo quem já tinha um empréstimo consignado no limite possível, pode contratar mais depois da lei que liberou uma margem maior para o empréstimo.

O empréstimo consignado tem as menores taxas de juros do mercado. Essas taxas são limitadas pelo Banco Central do Brasil – a instituição responsável por administrar a política econômica do país.

O limite atual para essas taxas pode variar de acordo com o convênio do contratante. Atualmente, para o INSS a taxa é de 1,80% ao mês e para servidores públicos é de 2,05% ao mês.

O custo do empréstimo depende de vários fatores. Alguns deles são:

  • O valor contratado;
  • O prazo total do contrato;
  • O convênio do contratante;
  • As taxas da instituição financeira.

Para garantir que você está fazendo um bom negócio, a principal dica é prestar atenção no Custo Efetivo Total (CET). O CET considera todos os custos que podem incidir sobre as operações de crédito. Quanto for pesquisar, saiba que quanto mais baixo for o CET, melhor.

Os prazos podem variar de 6 meses a até 7 anos. Confira os prazos mais usados:

  • 6 meses;
  • 12 meses;
  • 18 meses;
  • 24 meses;
  • 36 meses;
  • 48 meses;
  • 60 meses;
  • 72 meses;
  • 84 meses.

Sim, é possível contratar mais do que um empréstimo consignado. Isso porque o fator que determina os limites não é a quantidade, mas sim o valor.

Esse limite é conhecido como margem consignável. Enquanto você ainda tiver margem consignável disponível, continuará apto a contratar mais um empréstimo consignado.

A margem consignável é o limite da renda mensal que pode ser comprometido com o pagamento das parcelas do empréstimo consignado.

Esse limite é um valor percentual da renda mensal, atualmente definido em 35% da renda líquida. Ou seja, primeiro é preciso saber a sua renda mensal líquida – o valor que você recebe depois de aplicar os descontos em folha. Depois, então, você calcula 35% desse valor – essa é a sua margem consignável.

Sim! Por causa da pandemia do novo coronavírus, em 2020 foi aprovada uma lei aumentando em 5% a margem do empréstimo consignado.

O valor, que antes era de 30% da renda mensal do contratante, ganhou um acréscimo de 5 pontos e passou a ser de 35% da renda.

O aumento do limite foi considerado um sucesso e, por isso, foi prolongado. Com a lei 14.131 de 2021, a margem consignável continua sendo maior até, pelo menos, o final de 2021.

Para tornar a explicação ainda mais compreensível, vamos explicar o cálculo junto com um exemplo.

Primeiro, é preciso descobrir qual é a sua renda líquida mensal. Ou seja, o valor que você recebe depois dos descontos que se aplicam na folha.

Por exemplo: Pedro, um funcionário público, depois de considerar os descontos recebe R$ 5.400,00 por mês.

Depois disso, é necessário saber quanto é 35% desse valor, pois essa é a margem consignável.

35% de R$ 5.400,00 equivale a R$ 1.890,00.

Ou seja, a soma de todas as parcelas de empréstimo consignado contratadas por Pedro é limitada a R$ 1.890,00. Depois, é preciso somar o valor de todos os outros empréstimos consignados contratados pela mesma pessoa.

Imagine que Pedro já tem dois empréstimos consignados: um deles tem a parcela de R$ 370,00 e o outro tem a parcela de R$ 790,00. Ou seja, o Pedro já comprometeu R$ 1.160 da sua margem consignável.

Por fim, é necessário descontar o valor já comprometido do total da margem consignável. O valor que resta é a margem livre para um novo empréstimo.

Se Pedro já usou R$ 1.160,00 do seu total de R$ 1.890,00, significa que o restante, ou seja, o valor máximo da parcela que ele ainda pode contratar é de R$ 730,00.

O valor da margem consignável também pode ser consultado. Dessa forma, pode ser facilmente acessado por quem não gosta de fazer contas ou quem não lembra ou momentaneamente não tem acesso ao valor dos seus empréstimos atuais.

O método de consulta varia de acordo com o tipo de convênio de cada cliente. Entenda:

  • Segurados do INSS podem fazer as suas pesquisas através do HisCon (Histórico de Empréstimos Consignados). Essa pesquisa pode ser feita tanto pelo aplicativo quanto pelo site Meu INSS.
  • No caso dos servidores públicos estaduais e municipais, a melhor alternativa é fazer a consulta no próprio contracheque, que demonstra mensalmente o valor atualizado. Vale lembrar que a informação sobre a margem está disponível tanto na versão impressa quanto na versão online do contracheque.
  • Já os servidores públicos federais podem buscar a informação no contracheque SIAPE. Isso pode ser feito pelo SIGEPE Mobile, SIGEPE Servidor ou Pensionista.
  • Trabalhadores de empresas privadas, que trabalham em regime de CLT, podem verificar no próprio contracheque ou, se por acaso não aparecer, também podem buscar contato com o setor de Recursos Humanos (RH) da empresa onde trabalham.

Antes de mais nada, é preciso fazer parte de algum dos grupos com acesso ao crédito consignado, como já mencionamos anteriormente.

Outro aspecto burocrático importante de se considerar é o limite de idade. De maneira geral, a idade mínima costuma ser de 18 anos. Já a idade máxima pode variar bastante dependendo de cada instituição financeira, mas existem contratos até mesmo para pessoas de 80 anos.

Além disso, é preciso ter margem consignável livre, ou seja, não pode ter usado o total de 35% da renda mensal líquida.

Não! Também é possível contratar um cartão de crédito consignado.
Entretanto, a parcela da margem consignável destinada ao cartão de crédito é de apenas 5% da renda mensal. Ou seja, é muito menor do que a do empréstimo.

Além disso, é importante destacar outra diferença: diferentemente dos empréstimos, o cartão de crédito consignado é limitado a apenas um por pessoa.

Sim, é possível fazer empréstimo consignado sendo trabalhador de uma empresa privada. Mas é preciso considerar alguns detalhes antes.
Primeiramente, é necessário ser celetista, ou seja, ser um trabalhador em regime de CLT ou, como se diz popularmente, ter a carteira assinada.

Além disso, para o crédito consignado ficar disponível, a empresa empregadora deve entrar em acordo com algum banco ou instituição financeira que tenha crédito consignado como um de seus serviços.

Fica dica

Defendemos a educação financeira como caminho para a independência 😉

Para se manter atualizado e aprender mais sobre como cuidar do seu dinheiro, acompanhe nosso blog